Balanço Campanha Caça à Beata 2018

By Outubro 17, 2018

As beatas são lixo, não são recicláveis, nunca se degradam na totalidade e são um dos 5 principais Suspeitos do Costume nas praias de todo o mundo. Em Portugal, a cada minuto, cerca de 7000 beatas vão parar ao chão; sendo que uma só beata pode contaminar até 50L de água com cerca de 4700 substâncias tóxicas; as beatas são confundidas com alimento pelos animais e frequentemente encontradas nos seus estômagos  sendo responsáveis, anualmente, pela morte de 1 milhão de animais marinhos e 100 000 mamíferos; por cada 300 cigarros é abatida 1 árvore; por ano são cortadas 600 milhões de árvores devido à indústria tabaqueira.

A Caça à Beata surge no âmbito do Programa Nacional de Vigilância Bandeira Azul e tem como objetivo sensibilizar para a problemática das beatas, o lixo marinho mais frequentemente encontrado nas praias nacionais.

Durante a época balnear 2018, os Coordenadores Nacionais do PNVBA dinamizaram 16 campanhas Caça à Beata, nas praias do Lido (Funchal), Aldeia do Mato (Abrantes), Reconquinho (Penacova), Figueirinha (Setúbal), Barra (Ílhavo), Vagueira (Vagos),  Furadouro, Torrão do Lameiro, São Pedro da Maceda, Cortegaça, Esmoriz (Ovar), Frente Azul, Baía (Espinho), Ofir (Esposende), Senhora da Piedade (Lousã) e Valhelhas (Guarda).

A Caça à Beata em 2018 envolveu mais de 700 pessoas, que recolheram dos areais cerca de 10 garrafões de 5L cheios de beatas, aproximadamente 25 000 beatas, contando com o apoio de entidades como a Fundação Cecília Zino, o Agrupamento de Escuteiros 697– Rossio ao Sul do Tejo, Município de Penacova, Tabor Centro Jovem, Associação Portuguesa de Lixo Marinho, Município de Setúbal, Município de Ílhavo, Freguesia da Gafanha da Nazaré, Movimento Não Lixes, Amigos do Oceano, Município de Ovar, Município de Vagos, Município de Espinho, Esposende Ambiente, Onda Magna-Escola de Surf, Baldios da Lousã, Espaço J Lousã e Município da Lousã.

A estes números, acrescem os da Caça à Beata dos concessionários da Praia da Barra, que durante 1 mês recolheram cerca de 14  garrafões de 5L com beatas (aproximadamente 35 mil beatas) . Esta iniciativa da Junta de Freguesia da Gafanha da Nazaré, do PNVBA e da Missão Beatão teve a colaboração da Esplanada Zé Manel, Offshore – Praia da Barra, Sétimo Ano de Praia Beach Club, Makai Praia da Barra e Lampião Bar.

As beatas destas ações são recolhidas pela Missão Beatão, ONG que se dedica a desviar as beatas de aterro e a estudar alternativas  para revalorização deste resíduo.

X