Cerimónias Nacionais de Hastear de Primeira Bandeira Azul

A Praia da Figueirinha, em Setúbal, a Praia Fluvial de Adaúfe, em Braga e o Porto de Recreio de Oeiras receberam as Cerimónias Nacionais de Primeiro Hastear de Bandeira Azul em Praia Costeira, Fluvial e Marina, respetivamente.

Durante estas cerimónias foram apresentados os temas do ano 2022 do Programa Bandeira Azul: “Recuperação de Ecossistemas” e “Ajuda o Mar a Contar Outra História”, que assinala aos 35 anos da Bandeira Azul.

O tema “recuperação de Ecossistemas” continua em 2022, uma vez que não se esgota num ano e porque a FEE e a ABAE estão alinhadas com a Década das Nações Unidas para a Recuperação dos Ecossistemas. GAIA 20:30 é a estratégia desenvolvida pela FEE para abordar as três maiores ameaças ambientais, durante a próxima década: alterações climáticas, perda de biodiversidade e poluição ambiental.
A ratificação do GAIA 20:30 coincide com o 40º aniversário da FEE e ilustra o compromisso da organização para se adaptar aos desafios ambientais que enfrentarão as gerações futuras.

Nestas cerimónias a ABAE divulgou os projetos/parcerias do Programa Bandeira Azul para a época 2022, designadamente:
– PRAIA SAUDÁVEL – Fundação Vodafone Portugal – Projeto que apoia a implementação, no terreno, do Programa Nacional de Vigilância de Praias com Bandeira Azul, com cobertura de situações de incumprimento, ocorrências, mas também boas práticas nas nossas praias; além de dotação de praias com equipamentos de comunicação, segurança, acessibilidade recolha de resíduos e informação ambiental;

– TransforMAR – LIDL – Projeto que consiste na colocação de equipamento de recolha de plástico nas zonas balneares, para promover a economia circular, remover plástico das praias e sensibilizar os banhistas;

– VERÃO RESPONSÁVEL – SVR LAZARTIGUE – Projeto piloto para recolha e transformação de embalagens de protetores solares, que conta ainda com o apoio do Laboratório da Paisagem, o PIEP e a SIRPLASTE para operacionalizar e criar condições para que as embalagens de dermocosméticos, depois de usadas, tenham uma nova vida e não acabem no mar;

– AMAR A PRAIA – P&G – Promovido pelo programa Bandeira Azul, este concurso visa destacar e partilhar as boas práticas dos concessionários de praia e estimular aqueles que estão mais próximos dos utentes e, também, mais atentos às necessidades das zonas balneares. As práticas sustentáveis podem incidir em áreas como água, energia, resíduos, equipamentos, ruído, educação e sensibilização ambiental ou segurança;

– BLUE POWER TOUR – Hyundai – Sensibilização para uma mobilidade sustentável em todos os Programas e Projetos da ABAE/FEE a partir da cedência de uma viatura Hyundai IONIQ;

– NEM TUDO O QUE VEM À REDE É PEIXE – Fundo Azul que pretende quantificar os impactos das redes fantasma na costa Portuguesa e propor medidas mitigadoras envolvendo a substituição das redes clássicas por redes biodegradáveis, com a Faculdade Ciência da Universidade de Lisboa, a DGRM, a Doca Pesca e o IPMA;

– Conferência das Nações Unidas para os Oceanos, de 27/06 a 01/07 em Lisboa, FEE em parceria com a ABAE participam com um side-event.

A Bandeira Azul é atribuída anualmente, desde 1987, a Praias, Marinas e Embarcações de Ecoturismo que cumprem um conjunto de critérios de gestão ambiental, de segurança e conforto dos utentes e de informação e sensibilização ambiental. Este galardão, símbolo de referência da qualidade ambiental, que todos reconhecem e valorizam, é o resultado de candidaturas voluntárias, através das quais é avaliado o cumprimento dos critérios para Zonas Balneares, Portos de Recreio e Marinas e Embarcações de Ecoturismo.

A sua implementação, e o cumprimento dos seus critérios, implica a participação de todos:
✓ O cidadão comum que frequenta as praias ou as marias e é sensibilizado para adoptar um comportamento adequado ao local;
✓ O Concessionário de praia, que deve gerir e cuidar do espaço;
✓ O Autarca, que tem a responsabilidade de tomar decisões que vão ao encontro das características de cada local;
✓ O Governante, que deve implementar políticas que vão ao encontro do desenvolvimento sustentável.

 

X