Projeto ClimAgir chega a 3.000 pessoas no Verão

O ClimAgir, iniciativa da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra que visa sensibilizar o público em geral para as consequências das alterações climáticas e, ao mesmo tempo, fomentar a floresta autóctone, percorreu as praias da região de Coimbra entre os meses de julho e setembro e chegou a 3.000 veraneantes.

O projeto contou com o apoio do programa Bandeira Azul, que deu a conhecer aos banhistas atividades cujo objetivo é sensibilizar sobre o lixo marinho, abordando as origens, o impacto e as formas de prevenção.

Durante a época balnear as pessoas foram sensibilizadas para as alterações  climáticas e foram “muitos os que se associaram à ação para recolher lixo das praias, onde se destacaram beatas, cotonetes e plásticos diversos como palhinhas, copos e talheres”, indica o comunicado oficial.

Na época balnear de 2019, o projeto da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra esteve  presente em 13 praias fluviais e costeiras, nomeadamente: Praia Fluvial da Cascalheira – Secarias (Arganil), Praia Fluvial de Avô (Oliveira do Hospital), Praia Fluvial Senhora da Graça (Lousã), Praia Fluvial da Peneda (Góis), Piscinas da  Fraga (Vila Nova de Poiares), Praia Fluvial de Palheiros e Zorro (Coimbra), Praia Fluvial do Reconquinho (Penacova), Praia da Torre do Relógio (Figueira da Foz), Praia de Mira, Zona  balnear do Esteiro da Ereira (Montemoro-Velho), Praia da Tocha (Cantanhede) e Praia da Pampilhosa da Serra.

Neste momento, com a época balnear finalizada, o ClimAgir continua nas escolas e pretende continuar a visitar as turmas dos 19 municípios da região, levando-lhes atividades práticas sobre as alterações climáticas. No ano letivo passado de 2018/2019, o projeto  alcançou 324 turmas e 6.898 alunos do ensino primário ao secundário profissional.

Fonte: Diário As Beiras (7-10-2019) – pág. 20

X